Fórmula de Jogos ::: Desenvolvimento de Jogos - 2015 / 2016 / 2017 / 2018

2 - GAME DESIGN - O que é Game Design

May 4, 2016

 

 

Neste segundo módulo vamos aprender um pouco mais sobre o Game Design.

O Game Design é vital para criação e planejamento dos elementos, regras e dinâmicas dos jogos. Devemos entender que o profissional responsável é o Game Designer. 

 

Como vimos na aula anterior, um jogo deve começar de uma IDEIA principal. Então o Game Designer é responsável pela criação e organização dessas "IDEIAS". Mas ele não faz só isso, ele também idealiza os cenários, os personagens, o níveis de um jogo e muito mais.  

 

Traduzindo.... Ele é um arquiteto de informação. 

 

Devemos também entender que o Game Designer não deve ser definido apenas como um artista ou até mesmo um técnico, e sim como um profissional multidisciplinar que deve criar as regras, os conceitos, as fases, mecânicas e muitas outras coisas dentro projeto. 

 

Resumindo... O Game Designer faz a criação e planejamento dos elementos, regras e mecânicas de um jogo. 


 

 

2.1 - Arte Conceitual (ou Concept Art) 

 

A arte conceitual é de extrema importância para o jogo, pois é partir dela que a magia da criação torna-se realidade. Neste caso devemos contar um profissional que entenda realmente da concepção artística e de técnicas de desenho.  

 

É importante perceber que durante o desenvolvimento da arte conceitual os desenhos devem ser simples e sem arte-final, na verdade serão os primeiros esboços para a criação dos personagens.  

 

Os movimentos também podem ser expressos neste momento da produção com traços rápidos e dinâmicos.  
 
Finalizados os esboços devemos passar para a Artework. 

 

Na Artwork o profissional deve começar a refinar os personagens e os demais itens do jogo.  

 

Deve transformar os esboços ou Sketchs em arte-final. É neste momento que é definida a personalidade de cada personagem, por isso esta fase de ser bastante criteriosa.   

 

Se possível deve ser refeita diversas vezes até se chegar a um personagem que seja único, diferenciado e carismático.  

 

Outra técnica interessante é a criação de Style Sheets ou Folhas de Estilo que nada mais são do modelos das posição dos personagens em vários ângulos.  

 

Isto é de grande importância para a produção de um  jogo, pois orienta os profissionais de animação na criação de personagens mais dinâmicos e envolventes. 


 

 

2.2 - Level Design  

 

O Level Design, é uma parte importante na concepção dos nossos projetos, pois, é através dele que criamos os mais diversos níveis dentro de nosso jogo.  

 

O Level Design é tanto um processo artístico, como técnico. Podemos entender este processo como a criação de um mapa que guiará o nosso jogador pelas diversas fases desenvolvidas. 

 

Existem diversos formatos de layout para a criação de níveis e cada jogo possui características próprias e diferenciadas. Os jogos em 3D possuem níveis semelhantes a projetos arquitetônicos com paredes e superfícies próximas ao mundo real onde o jogador visualiza e interage com os objetos utilizando uma visão em primeira pessoa.

Já os jogos em 2D ao estilo Mário Broz possuem níveis com temáticas fantasiosas e com aplicação de gravidade irreal onde os personagens costumam saltar grandes obstáculos e enfrentar inimigos que se movimentam verticalmente pelo cenário.     

 

Para finalizar devemos entender que a grande maioria dos programa disponíveis no mercado possuem editores de níveis que facilitam as nossas criações.

Como exemplos temos Unity 3DUnreal, Construct 2 e Game Maker. 

 

 

2.3 - Interface (UI - User Interface) 

 

A interface gráfica é de grande importância para a imersão do jogador dentro de um jogo. A interface do jogo deve ser planejada no início do desenvolvimento e deve orientar os jogadores sobre as diversas informações que compõe as mecânicas de um jogo. 

 

Cada interface deve ser criada de acordo com o jogo escolhido. Como exemplo temos os jogos de plataforma que quase sempre possuem barras superiores ou inferiores com gráficos e informações que representam as vidas, a pontuação, os objetos colecionados, a barra de progresso e assim em diante. 

 

Existem também interfaces especiais chamadas HUDs (Head-up display) que é uma representação gráfica dentro dos jogos em 3D. Como por exemplo, temos os pequenos mapas com o trajeto que o personagem deve seguir e que são mostrados na tela. As HUDs  tem grande importância nos jogos de simulação onde os usuários devem estar sempre atentos aos números e estatísticas. 

 

Nos jogo de luta as interfaces são vitais para a a orientação do jogador pois indicam a quantidade de energia do personagem e de seu adversário. A grande maioria destes jogos exibe uma barra que é preenchida ou esvazida de acordo com o número que golpes que o jogador efetua ou leva. 

 

    

2.4 - Menus 

 

Agora chegamos a fase onde devemos conceber os nossos menus. O menu de um jogo é deve orientar o usuário a respeito das diversas opções presentes em um jogo. Com exemplo temos a visualização das instruções que devem sempre orientar o jogador da melhor maneira. 

 

O desenvolvedor deve sempre se preocupar com o layout do menu para transmitir informações claras e objetivas, utilizando sempre recursos visuais de fácil entendimento. 

 

O Design do Menu deve sempre estar relacionado com os gráficos do jogo, com seus botões, simbologias e deve ser de fácil compreensão.  

 

Cada funcionalidade do menu deve ser pensada no início do planejamento. Desta forma poderemos evitar tempo gasto desnecessariamente com a readequação do layout. 

 

 

2.5 - GDD (Game Design Document)  

 

Agora chegamos a parte mais importante de nosso projeto, a criação do GDD ou Game Design Document, que como o próprio nome diz é um "Documento do Design de um Jogo".  

 

Imagine o GDD como uma  planta arquitetônica com todos os detalhes técnicos que devem ser seguidos para a criação de um complexo edifício. Todos os detalhes devem ser colocados neste documento e ele deve servir como um guia para todos os profissionais que trabalham no desenvolvimento de um jogo.  

 

Este é um documento que deve ser desenvolvido no início do planejamento. 

 

Importante também perceber que mesmo ele sendo um guia rígido podemos realizar mudanças de rumo durante sua implantação, pois, um jogo antes de tudo é uma IDEIA em movimento. 

 

Legal !!! Chegamos ao fim de nosso segundo módulo sobre o desenvolvimento de jogos. No próximo vamos falar a respeito do Gameplay e de sua grande importância na concepção de jogos criativos e desafiadores.

 

Valeu !!!!
  

Please reload